Fapesp assina acordo com Universidade Técnica de Eindhoven

A Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo (Fapesp) e a Universidade Técnica de Eindhoven (TU/e), Holanda, firmaram um acordo de cooperação para pesquisa com validade de cinco anos. O documento, assinado pelo presidente da Fundação, Celso Lafer, e pelo reitor da TU/e, Arno Peels, prevê a cooperação científica e tecnológica bilateral entre pesquisadores da universidade e do Estado de São Paulo em projetos de pesquisa conjuntos sobre temas de interesse comum.

O acordo prevê o apoio a propostas de pesquisa em todas as áreas do conhecimento e prevê a definição de áreas específicas em chamadas de propostas de pesquisa.

“Uma das preocupações atuais da FAPESP é estimular a relação entre universidades e indústrias em São Paulo, também por meio da colaboração em pesquisa”, disse Lafer. “Temos desenvolvido um produtivo entendimento com instituições de muitos países para promover a colaboração em pesquisa, e esta é uma oportunidade de avançar nesse sentido.”

Criada em 1956 e localizada em região altamente industrializada da Holanda, a TU/e mantém 15 programas de graduação, 29 de mestrado e 10 de doutorado. A universidade tem foco principal em sistemas de alta tecnologia e novos materiais, com intensa colaboração com indústrias. As áreas consideradas estratégicas para a TU/e são energia, saúde e mobilidade inteligente e alguns dos seus grupos de pesquisa mais avançados atuam em robótica, sistemas moleculares complexos e fotônica.

“O acordo com a FAPESP é um novo passo em nosso esforço de intensificar relações científicas com o Brasil, especialmente com o Estado de São Paulo, e contribuirá muito para o avanço de relações com as excelentes universidades e instituições científicas daqui, também envolvendo indústrias”, disse Peels.

A FAPESP mantém acordos com outras três instituições holandesas. O BE-BASIC, consórcio público-privado composto por universidades, institutos de pesquisa e empresas, a Universidade Erasmus Rotterdam e a Organização Holandesa de Pesquisa Científica (NWO) – principal agência nacional de fomento.

Hoje, a Fundação cofinancia seis projetos desenvolvidos em cooperação entre cientistas de São Paulo e da Holanda, em temas como sustentabilidade da produção de etanol, impactos da expansão de biocombustíveis e polímeros biodegradáveis.

O acordo de cooperação entre a FAPESP e a Universidade Técnica de Eindhoven está disponível em:www.fapesp.br/8232

Fonte: Agência Fapesp