ISITEC dá seu recado e desperta interesse de jovens

Estande e palestra sobre Engenharia de Inovação receberam centenas de jovens interessados

O ISITEC participou, nos dias 25, 26 e 27 de abril, da Feira do Estudante – Expo CIEE 2014, no Pavilhão da Bienal do Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Durante os três dias o estande da instituição recebeu a visita de centenas de jovens em busca de informações sobre carreira, sobre engenharia e inovação.

No estande, a equipe da instituição, liderada pelo diretor de Graduação – professor José Marques Póvoa, teve contato direto com os visitantes, que puderam esclarecer suas dúvidas sobre o curso de graduação do ISITEC. A feira recebeu 65 mil visitantes durante os três dias de evento e contou com 78 expositores.

Provocações e questionamentos

No sábado, dia 26 de abril, o professor Póvoa fez a palestra “O engenheiro do século 21 ou no século 21?”, no Auditório Arena Aprendiz, destinado a jovens estudantes. O professor provocou a plateia lotada com cerca de 100 participantes a refletir sobre tecnologia, carreira, engenharia e o papel do engenheiro no presente e no futuro.

Ao falar sobre a proposta de ensino da instituição, o professor levantou um cartaz com os dizeres: “Chega de ser aluno!!!”. A provocação surpreendeu a plateia, que depois recebeu a explicação da diferença do aluno para o estudante: aluno é aquele quer precisa ser alimentado, é o lactante, enquanto o estudante é aquele que busca o conhecimento, que participa e interage. Confira no vídeo acima a íntegra da palestra.

Engenharia de Inovação

O professor Póvoa participou desde o início da criação do curso de Engenharia de Inovação, o primeiro do Brasil. Nesse período foram realizadas pesquisas e levantado o cenário atual desse mercado no país. “É importante analisar o comportamento do estudante frente aos desafios que enfrenta ao escolher a carreira. A carreira do engenheiro tem sido apontada como a de um profissional versátil até em áreas fora da engenharia. Isso tudo deve ser sempre colocado em discussão com a sociedade”, afirma o professor.

Para Póvoa, o engenheiro do século XXI é aquele que estará apto a se antecipar às necessidades do mercado, aprendendo a aprender o tempo todo. Por isso, a Engenharia deste século precisa retomar sua visão original, de “multiespecialidade”, para que o profissional esteja pronto para conduzir inovação onde quer que ele atue e não somente na especialização que ele aprendeu em sala de aula. A palestra, que foi um passeio sobre a Engenharia do século XX até os tempos atuais, foi muito bem recebida pelos estudantes do auditório.